MERGULHE NO COLORIDO E NA DIVERSIDADE DE MAURITIUS

Imagens dos deuses hindus em Grand Bassin, Mauritius (Fotos: Claudia Tonaco)

Imagens dos deuses hindus podem ser vistas em Grand Bassin, Mauritius (Fotos: Claudia Tonaco)

Exótico para uns, paraíso para outros, a ilha é um dos destinos mais procurados para viagens românticas

A ilha Mauritius, principal destino do arquipélago que leva o mesmo nome, é ainda pouco conhecida dos turistas brasileiros. Alguns viajantes costumam chamá-la de exótica, outros, de paraíso. Não por acaso é um dos lugares mais procurados no mundo pelos casais em lua-de-mel.

Oficialmente chamado de República de Mauritius, o país está localizado no coração do Oceano Índico, na costa Sudoeste da África, próximo à Madagascar e bem ao Sul das Ilhas Seychelles.

Se eu pudesse resumir o que vi, no trajeto de aproximadamente 1 hora que liga o Aeroporto Internacional Sir Seewoosagur Ramgoolam, também conhecido como Aeroporto Plaisance (Código Internacional = MRU) em Port Louis, até o hotel Dinarobin Beachcomber onde estou hospedada, diria que esse país tem mesmo algo de exótico.

Grand Bassin é o lago sagrado dos hindus localizado dentro da cratera de um vulcão, onde há um templo dedicado a Shiva

Grand Bassin é um lago sagrado dos hindus que vivem em Mauritius, localizado dentro da cratera de um vulcão; em suas margens há um templo dedicado a Shiva

A vegetação tropical + bananeiras + grandes plantações de cana de açúcar se mistura com as montanhas e o mar. A arquitetura é diferente de tudo o que eu já vi. A população é um grande caldeirão cultural = negros + europeus + indianos + árabes. Até a moeda local, a Rúpia Mauriciana, trouxe seu nome de países distantes. Tudo combinado dá a Mauritius uma autenticidade muito particular. Tanta personalidade pode ser definida como exotismo.

O arquipélago visto do alto

O arquipélago de Mauritius tem aproximadamente 25 ilhas e a ilha principal – Mauritius – tem um desenho curioso.

Quem a observa da janela do avião, vê um fino e branco anel cercando a ilha. As águas que estão dentro deste anel são de um azul mais claro e translúcido do que o turquesa do Caribe. Do lado de fora deste anel, as águas são de um azul marinho profundo.

Do mirante de Chamarel é possível observar a barreira de coral que, no formato de um fino anel, circunda a principal ilha do arquipélago

Do mirante de Chamarel é possível observar a barreira de coral que, no formato de um fino anel, circunda a principal ilha do arquipélago

Quando você entrar no mar de Mauritius, entenderá porque há esta diferença de tons. O fino anel é na verdade uma grande barreira de coral, das maiores do mundo. A cor branca vista do alto são as ondas batendo nos recifes de coral.

Do lado de dentro da barreira as águas são mais calmas, o mar é relativamente mais raso e a barreira serve como um filtro que deixa a água mais pura. O lado de fora do anel é o mar aberto e mais fundo, daí a cor mais escura.

O cenário de Le Morne

O Dinarobin Beachcomber está aos pés de um patrimônio de Mauritius: Le Morne. Esta montanha é ao mesmo tempo um cartão postal e Patrimônio Mundial da Unesco.

Hóspede do Dinarobin Beachcomber contempla Le Morne em toda a sua beleza

Hóspede do Dinarobin Beachcomber contempla Le Morne em toda a sua beleza

Durante o século 18, até início do século 19, a montanha serviu de refúgio dos escravos foragidos que ali criaram os chamados quilombolas. Além da beleza imponente, Le Morne se tornou o símbolo mundial da luta e do sofrimento do ser humano em busca da liberdade.

Contemplar toda a altivez da montanha à partir da praia, da piscina ou do quarto do hotel é uma experiência inesquecível e um dos diferenciais de quem aqui se hospeda.

Atrações imperdíveis em Mauritius

A Reportagem TRAVEL3 fez uma seleção de alguns dos melhores passeios e atividades, todas imperdíveis para o viajante que quer ter uma experiência realmente única em Mauritius.

Observe e mergulhe com os golfinhos

A região Le Morne é conhecida também pela beleza das suas praias. As águas transparentes possibilitam enxergar o fundo do mar de areia branquinha. Cercando a ilha Mauritius, uma formação de coral, das maiores do mundo, impede a entrada de tubarões. Assim, nesta parte do Oceano Índico os golfinhos fazem a festa, atraindo, claro, muitos turistas.

Para observar – e até mergulhar – com os golfinhos é preciso sair bem cedo do hotel. Nossa sugestão é que você esteja na lancha por volta das 6h30 da manhã. Neste horário será praticamente a sua lancha e os golfinhos no mar. Quanto mais tarde, mais barcos chegam ao local, espantando os golfinhos. Quem quiser pode ficar na lancha, apenas observando os golfinhos. Quem busca interação pode mergulhar com snorkel para ver os mamíferos mais de perto. Atenção porém: estes não são golfinhos treinados, por isso não devem ser tocados.

O passeio é um verdadeiro safari marinho. Sob o sol e a brisa refrescante, é uma delícia observar atentamente as águas calmas desse trecho do Oceano Índico. De repente, aqui e ali, surgem os grupos de golfinhos, dando saltos e piruetas brincalhonas. É a hora de fotografá-los ou filmá-los, bem no espírito dos safáris africanos.

A emoção de embarcar em um safári marinho para observar os golfinhos em alto mar

A emoção de embarcar em um safári marinho para observar os golfinhos em alto mar

Eu consegui ver muitos golfinhos, assim como muitos viajantes de todas as partes do mundo maravilhados com o passeio.

Maravilhada mesmo eu fiquei com a paisagem. Poucos lugares turísticos no mundo continuam mantendo uma beleza selvagem e tão natural quanto Mauritius.

Faça um tour de bicicleta

Mauritius é uma ilha pequenina. Ela tem apenas 65 km de comprimento por 48 km de largura. Quando você fizer um tour de bicicleta pela ilha, poderá dizer que praticamente percorreu metade da ilha. Considero esta experiência uma das melhores que eu fiz na minha vida.

Aqui também é preciso acordar cedo, para pedalar com conforto 25 km e apreciar as mais belas paisagens de Mauritius.

A primeira parada, ainda na manhã, foi no restaurante Le Chamarel, para experimentar o melhor café produzido na ilha.

O Chamarel Coffee é o melhor produzido em Mauritius

O Chamarel Coffee é o melhor produzido em Mauritius

O restaurante Le Chamarel é também um café charmoso e oferece uma vista 360 graus para o litoral de Mauritius.

Ambiente do Café Le Chamarel

Ambiente do Café Le Chamarel

De lá seguimos pedalando, passando por fazendas de cana de açúcar, até chegar à Cachoeira de Chamarel, uma das principais atrações locais.

Pela sua formação a cachoeira de Mauritius me lembrou a Cascata do Caracol de Canela, na Serra Gaúcha.

A Cachoeira de Chamarel

A Cachoeira de Chamarel

A Terra das  7 Cores

Nossa próxima parada foi em um parque, para conhecer as dunas de areia da Terra das 7 Cores. O nome é exatamente o que a atração oferece. Dentro desse parque estão dunas coloridas por tons de terra que vão do ocre ao púrpura terroso.

O Parque da Terra das 7 Cores

O Parque da Terra das 7 Cores

A terra pigmentada é nada mais nada menos do que os minerais do solo, vulcânico, que oxidaram. Como resultado, os minerais geraram uma paleta de cores que literalmente coloriu as terras do parque.

O passeio terminou na rota mais cênica de Mauritius, na estrada de Macondé, considerada uma das 10 mais bonitas do mundo. O trecho final é magnífico e segue acompanhando o mar de águas transparentes.

Ao final do passeio, sentamos para um piquenique na Praia do Campo, que tem uma extensa faixa de grama e árvores frondosas.

Um tour de bicicleta deve fazer parte do seu roteiro por Mauritius

Um tour de bicicleta deve fazer parte do seu roteiro por Mauritius

Descansar olhando para o mar, depois de um tour fantástico é outra recordação que o viajante leva para sempre.

Curta uma viagem a dois

Com tantas paisagens lindas, já deu para você entender porque Mauritius é considerado um destino perfeito para a lua-de-mel. Some a isso os resorts espetaculares + gastronomia e serviço de primeira e estão criadas as condições ideais para uma viagem romântica.

Porém, Mauritius tem muito mais conteúdo e muito mais riquezas. Graças à enorme diversidade cultural e turística o tempo médio de estadia dos europeus e norte-americanos é de 12 dias.

Visite o Château de Labourdonnais

Este é o nome de uma fazenda construída nos anos 1800 para ser o lar de uma abastada família francesa, proprietária de um latifúndio de cana de açúcar. Verdadeira mansão, com móveis e decoração de época, a fazenda passou por uma completa restauração em 2006 e hoje está aberta ao público. O local ainda é uma propriedade agrícola que diversificou seu foco, produzindo baunilha, uma variedade de frutas e um premiado rum, reconhecido internacionalmente.

Sob os frondosos carvalhos surge a fachada do Château de Labourdonnais

Sob os frondosos carvalhos surge a fachada do Château de Labourdonnais

Impressionantes são os jardins da fazenda. O jardim das orquídeas, em particular, é surpreendente. O espaço é bem introspectivo e convida o visitante a relaxar e voltar no tempo. Imaginar como as pessoas que viveram naquela casa tinham uma abundância de tempo ao seu dispor, para apreciar cada centímetro de uma propriedade maravilhosa é uma viagem dentro da viagem.

Detalhe do interior de uma das salas do Château de Labourdonnais

Detalhe do interior de uma das salas do Château de Labourdonnais

O Château de Labourdonnais tem um ótimo restaurante mas se você não estiver a fim de comer, ainda assim pode fazer uma degustação dos runs ali produzidos, Depois é só levar para casa os rótulos que mais gostou.

O tour fica completo com a visita à lojinha da fazenda, que vende o típico souvenir, geleias de frutas, doces cristalizados e outras delícias produzidas localmente.

Mauritius – Como chegar

Para os brasileiros, a melhor maneira de chegar a Mauritius é com a South African Airways, que decola diariamente do Aeroporto Internacional de Guarulhos, ligando o Brasil à Mauritius sempre via Johanesburgo. De São Paulo até a capital sul-africana são aproximadamente 10 horas de voo e depois + 4 até chegar à Ilha Mauritius.

Saiba mais = www.flysaa.com

Mauritius – Onde se hospedar

Dinarobin Beachcomber = Saiba mais aqui

Trou Aux Biches Beachcomber = Saiba mais aqui

Raio-x de Ilhas Mauritius

Nome Oficial = República de Mauritius (Inglês: Republic of Mauritius / Francês: République de Maurice).

Localização = Oceano Índico, a aproximadamente 2.000 km da costa Sudoeste africana.

Principais ilhas do arquipélago = Maurtius + Rodrigues + Agalega + Cargados Carajos.

Capital = Port Louis, localizada na Ilha Mauritius.

Aeroporto = Aeroporto Internacional Sir Seewoosagur Ramgoolam (Aeroporto Plaisance)

Visto = O brasileiro não precisa de visto para entrar no país

Vacinas = É necessário apresentar o comprovante de Vacina de Febre Amarela

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code