AIR EUROPA ESPERA INCREMENTAR 60 MIL PASSAGEIROS NA ROTA RECIFE-MADRI

Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil e Expansão América Latina da Air Europa (4)

Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil e Expansão América Latina da Air Europa (Texto e Fotos: Giovana Alves)

Em entrevista exclusiva, Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil da Air Europa se mostra confiante com nova operação

O novo voo Recife-Madri, da Air Europa, deve mobilizar cerca de 60.000 passageiros no próximo ano. Desses, a expectativa é que 50% serão brasileiros. A companhia aérea, do grupo Globália, está confiante com a nova rota, que começa a ser operada agora, em 20 de dezembro.

A Air Europa no Brasil

Ao todo, a Air Europa transporta no Brasil quase 350.000 passageiros por ano, com 12 frequências semanais. A operação atual da companhia no país conta com 3 voos semanais Salvador-Madri + voos diários São Paulo-Madri.

Só São Paulo é responsável por 200.000 passageiros anuais, sendo 45% de brasileiros. O perfil são as viagens de lazer. Já os passageiros europeus, aterrissam no Brasil com um viés mais corporativo.

Salvador, o destino mais antigo operado pela companhia, mobiliza 80.000 passageiros por ano.

Em entrevista exclusiva à Revista TRAVEL3, Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil e Expansão América Latina da Air Europa, explicou como a nova operação reafirm o compromisso da companhia aérea com o mercado brasileiro.

“Enquanto algumas empresas encerraram as operações no Brasil, a Air Europa aumentou o número de frequências para Salvador e anunciou novos voos para Recife. O Brasil é o país da América Latina mais importante em número de voos para nossa companhia”.

Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil e Expansão América Latina da Air Europa

A escolha pela capital pernambucana foi baseada em vários pontos estratégicos.

Enrique Martín-Ambrosio, diretor Geral Brasil e Expansão América Latina da Air Europa (1)

“A missão da nossa companhia é conectar a Europa à América Latina, se não conectar, não faz sentido. Recife é a porta de entrada do Nordeste, um destino que oferece ótima conectividade para toda a região. Além disso, existe uma colônia espanhola significativa em Pernambuco”.

Martín-Ambrosio lembrou que os novos voos vão ligar Recife a mais de 50 cidades europeias.

A nova rota para o Nordeste terá 2 frequências semanais. Será às quartas e sextas-feiras, realizadas com o Airbus 330-200. Martín-Ambrosio ainda explicou que um diferencial do voo é o tempo. Normalmente, a viagem entre Recife e Madri dura cerca de 11 horas e o voo da Air Europa é de apenas 8 horas.

“Já estudamos a possibilidade de incluir mais frequências, caso a resposta do mercado seja tão boa quanto estamos esperando”.

Enrique Martín-Ambrosio ainda falou de algumas especificidades do mercado brasileiro e de como a Air Europa se adapta a elas. O Brasil é o único país onde a Air Europa vende passagens em 12 vezes sem juros.

“A ideia é incentivar a economia familiar, principalmente no momento de crise”.

O diretor ressaltou a preocupação com um serviço de bordo que seja “simpático” e bem receptivo:

“Sempre incluímos a opção do português nos voos para o Brasil e, nos voos de Salvador, temos até uma Moqueca no cardápio”.

O diretor acredita que a Air Europa não tenha muito mais rotas para incrementar no Brasil, porque a maioria dos destinos estratégicos já são operados atualmente. O único local que ainda é estudado para futuras operações é o Rio de Janeiro.

“Temos parcerias com outras companhias aéreas, de forma que 70% dos nossos passageiros realizam algum voo dentro do Brasil antes de voar com a Air Europa. Assim, conseguimos contemplar vários destinos”.

Em relação aos equipamentos da empresa espanhola, Martín-Ambrosio afirmou que a companhia já vem operando com o Boeing 787-8 e também vai incluir o Boeing 787-9 nas operações de longa distância, um dos aviões mais modernos atualmente. A ideia é padronizar a frota nos próximos dois anos.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *