É o que diz a pesquisa do IPC Maps, especializada no cálculo de índices de potencial de consumo nacional

Em 2018, o setor de turismo deverá movimentar R$ 68,3 bilhões. Isso representa 1,65% da participação do cenário do consumo do País. É o que diz a pesquisa IPC Maps, especializada no cálculo de índices de potencial de consumo nacional, com base em dados oficiais.

Apesar de hoje os brasileiros gastarem mais com viagens em relação a cinco anos atrás, por exemplo, nota-se que o setor perderá uma fatia do consumo nacional, já que, em 2013, esse índice foi de 1,8%. Segundo Marcos Pazzini, responsável pelo estudo, essa perda de participação das despesas com viagens no orçamento do brasileiro reflete o cenário de retração de consumo e incertezas pelo qual estamos passando.

Em termos de classes econômicas, os maiores crescimentos aconteceram nos estratos de renda mais baixa. Os dados estão na tabela abaixo:

A quantidade de empresas do setor de Agências de Viagens, Operadores Turísticos e Serviços/Reservas também aumentou significativamente. Em 2013 existiam no País 54.842 empresas desse setor. Isso resultava um valor médio de potencial de R$ 938.797,00 por empresa. Em 2018 já são 83.664 no segmento, ou seja, um crescimento de 52,6% em relação a 2013. Isso abaixou o valor médio de potencial de consumo de viagens por empresa.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code