Nicole Nanci, do Turismo da Holanda
Claudia Tonaco

MMT: O TURISMO DA HOLANDA NO WORKSHOP EUROPA & EXÓTICOS

A Reportagem TRAVEL3 conversou com Nicole Nanci, do Turismo da Holanda, que mostrou bons números e sugeriu novos destinos para o brasileiro visitar no país

TRAVEL3 = O Turismo da Holanda tem os números do fluxo de turistas do Brasil para o país?

Nicole = O número de turistas brasileiros tem crescido no país. Os números de 2017 ainda não estão fechados mas esperamos um crescimento de aproximadamente 24% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em 2016 a Holanda recebeu 115.000 brasileiros. A expectativa é fechar 2017 com 140.000 turistas do Brasil. Já para 2018 a tendência mostra números ainda maiores. Estamos apostando em cerca de 170.00 turistas.

E o Turismo da Holanda tem alguma estratégia para atingir este número em 2018 e continuar crescendo?

Nossa estratégia é divulgar a Holanda além de Amsterdã. Hoje o fluxo de turistas brasileiros em Amsterdã está excelente. A capital holandesa é um destino must-see na Europa. Justamente por isso queremos abrir os horizontes dos brasileiros e convidá-los a conhecer mais do país.

“Para começar a sair do lugar comum temos online um material super interessante. É para o viajante explorar mais do que o Centro de Amsterdã. Este material se chama Distritos e bairros de Amsterdã. Nós explicamos exatamente os melhores locais para se visitar nos bairros da capital da Holanda. O turista terá dicas de museus, restaurantes, bares e cafés. Desta maneira a experiência do turista ganha mais cores.

Queremos também mostrar ao brasileiro que ele deve se aprofundar pelo país. Nós sugerimos Haia e Utrecht”.

Nicole Nanci – Turismo da Holanda

Haia é a cidade do Parlamento e da Família Real. Haia é também uma cidade história que exibe uma arquitetura de época combinada com projetos contemporâneos. Na cidade há muitos museus e o Palácio Internacional da Justiça, conhecido como o Palácio da Paz.

Nicole Nanci, do Turismo da Holanda

Nicole Nanci, do Turismo da Holanda (Foto: Claudia Tonaco)

O turista que gosta de compras vai se interessar em saber que os preços caem quando ele sai de Amsterdã. Os artigos ficam cerca de 30% + baratos.

Utrecht é uma cidade universitária e por isso com um perfil muito jovem. Por causa dos canais sua atmosfera é muito parecida com Amsterdã. Antigamente Utrecht era uma cidade de trade, de comércio. Nos canais é possível fazer os famosos cruzeiros que é uma forma de conhecer a cidade, as ruas e a arquitetura local. Uma das margens concentra restaurantes, bares e locais de balada, num clima muito cool.

Você também destacou Roterdã

Agora Roterdã é uma cidade imperdível. A energia é muito mais vibrante que Amsterdã, na minha opinião. A atmosfera é de inovação e de tecnologia. Roterdã é famosa pelo seu porto e usa os water taxis como atração turística e forma de locomoção. Muito legal pois você atravessa a cidade de water taxi ou water bus. O design e a arquitetura são bem atuais. Ela tem um grande acervo cultural.

Outro destaque de Roterdã é a gastronomia. O viajante vai comer muito bem tanto nos restaurantes estrelados quanto nos tradicionais restaurantes locais. Enquanto em Amsterdã se encontra muito fast food, em Roterdã é possível ter uma experiência gastronômica autêntica.

O melhor de tudo é que essas 4 cidades ficam a apenas 40 minutos de distância de Amsterdã. Então, se você vai para a Holanda para ficar 5 dias, concentra 3 dias em Amsterdã para ir aos must-see, mas tente ficar pelo menos 1 noite em Roterdã e faça um bate e volta nas outras cidades que citei. Vai ser uma experiência surpreendente e autêntica.

Outra atração imperdível na Holanda é o Keukenhof, o maior parque de tulipas do mundo. Ele só fica aberto 8 semanas por ano. Em 2018 ele recebe turistas de 22 de março a 13 de maio. O auge deste período é o mês de abril, quando as tulipas ficam mais bonitas. Na temporada 2017, pela 1ª vez o brasileiro entrou no ranking Top10 de visitantes. Mais de 30.000 brasileiros visitaram o Keukenhof no ano passado.

Em paralelo, o Keukenhof todos os anos bate recorde de visitação. Em 2015 foram 800.000 pessoas; em 2016, mais de 1 milhão; em 2017, mais de 1 milhão e meio.

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code