DJI, uma das mais conhecidas fabricantes de drones publica lista com dicas importantes

O drone já faz parte dos itens essenciais dos viajantes que gostam de documentar suas viagens. O equipamento é usado para registrar ângulos inusitados das aventuras pelo caminho.

Porém, como todo equipamento tecnológico, é preciso ter cuidado na hora de transportar e também estar atento à legislação de cada país, cidade ou região.

A DJI, referência no segmento de drones de lazer, listou 5 dicas para evitar contratempos com o uso dos drones

Transporte correto é essencial para evitar avarias

Escolha uma boa mala para evitar avarias ao equipamento. O ideal é usar um case próprio para o drone. Se sua viagem for de avião, ele deverá ser levado na bagagem de mão. O Mavic Air e o Spark da DJI possuem case próprio, com compartimentos para cada peça do drone e cabem nos compartimentos dos aviões. O Mavic Pro vem com uma mochila de ombro para carregar o drone.

Conheça as leis do destino e respeite as regras de segurança

Cada país possui leis próprias quanto ao uso do drone. É de extrema importância que você verifique as regulamentações do local. Quebrar essas regras pode implicar em diversos problemas como multa e até a apreensão do drone. No Egito, por exemplo, é necessário a permissão do Ministério da Defesa. No Vaticano, é terminantemente proibido. Por isso, a DJI possui o No Fly Zones, que mapeia áreas onde o voo não é permitido.

Esteja atento às áreas de uso de drone

Drones não devem ser pilotados em locais que possuem campo eletromagnético forte, como torres de alta tensão e antenas de transmissão. Nesses locais pode haver interferência no sistema.

Voos sobre refinarias, depósitos de combustível, penitenciárias, aeroportos, plataformas de exploração de petróleo e áreas militares também são proibidos, ao menos que haja autorização prévia para operações comerciais.

A DJI incorpora sistemas baseados em GPS (Geofencing), que ajudam a evitar que os usuários voem nas proximidades dos aeroportos ou outras No-Fly Zones.

Aprenda a pilotar o drone

Alguns drones, como os da DJI contam com muitos recursos de segurança. Há a limitação automática de altitude, para evitar que os drones voem muito alto. Avisos de voz também são bons recursos, assim como limitações de velocidade. Esses recursos são exibidos na tela Informações de consciência situacional sobre altitude, distância e velocidade de voo.

Há também um mapa que mostra a localização do drone durante o voo. Como qualquer outro equipamento, o drone é um veículo que deve ser pilotado de maneira segura e responsável. Fique atento.

Verifique as condições climáticas do local

Em locais com muito sol, por conta da alta luminosidade, o desempenho do seu drone pode ser prejudicado por falta de filtros na câmera. Já em locais frios, o equipamento pode não ter a mesma performance por conta das baterias que podem ser prejudicadas pelas baixas temperaturas. A chuva e o vento podem facilmente causar acidentes. A resistência de um drone ao vento é resultado de um conjunto de fatores. São eles = tamanho das hélices + giro do motor + peso.

Saiba mais = www.dji.com

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

code